Blog

PELÍCULA DE SEGURANÇA PARA VIDRO TEMPERADO BLINDEX

  |   Dicas

PELÍCULA DE SEGURANÇA PARA VIDRO TEMPERADO BOX BLINDEX®

Produto aplicado no vidro temperado é uma das opções na norma de boxe, mas é preciso estar atento à sua especificação e aos procedimentos corretos de instalação No segundo semestre deste ano, a Blindex® anunciou um investimento conjunto com a Llumar (linha de filmes para vidros da Eastman) de cerca de R$ 10 milhões para a aplicação de películas de segurança em todas as portas de boxe da marca. Segundo a Blindex® , seus franqueados já estão produzindo vidro com películas e os boxes estão sendo vendidos em todo o País por meio de suas 1.300 revendas exclusivas. Tal iniciativa levantou dúvidas sobre a crianca_blindexutilização de películas. Que proteção elas conferem? Quais os cuidados para a instalação? Para responder a essas e outras perguntas, O Vidroplano conversou com fabricantes do produto, vidraçarias e especialistas do setor. Vidro temperado: segurança garantida Antes de tudo, é preciso que fique claro: o vidro temperado é um vidro de segurança, mesmo sem a película. A classificação não é sem merecimento: “Ele tem resistência mecânica, em média, cinco vezes maior que o vidro comum e, quando se quebra, os fragmentos são pequenos, não pontiagudos e sem lascas cortantes, o que reduz o risco de ferimentos”, explica Silvio Carvalho, gerente-técnico da Abravidro. A favor do temperado, estão também as normas técnicas. “A NBR 14207 — Boxes de banheiro fabricados com vidro de segurança prescreve que podem ser utilizados o vidro temperado, o laminado, ou o temperado com película de segurança”, aponta Silvio.
A própria Blindex® , cujo nome, para o cliente final, muitas vezes é sinônimo de vidro temperado, preocupa-se em continuar passando a mensagem de que os temperados são seguros. “Durante todo o desenvolvimento da campanha de lançamento da película, tomamos cuidado para não dar a impressão de que nossos produtos não eram vidros de segurança anteriormente”, afirma Alderlan Vitalino, gerente-geral da Blindex® . “Por essa razão, batizamos nosso vidro com película de Blindex® + BOX blindeXSegurança, lembrando ao consumidor que nossos produtos sempre foram seguros.” Vale lembrar que, conforme apontado pelo programa De olho no boxe, da Abravidro, a manutenção periódica do produto é fundamental. “Quase sempre, o vidro temperado quebra por falta de manutenção e mau uso”, comenta João Batista, diretor da vidraçaria paulistana Temperleste. Estilhaços no lugar Cientes da segurança dos temperados, vamos entender melhor a função da película: ela serve para evitar que os fragmentos se desprendam da estrutura do boxe, “caso a peça venha a se quebrar”, conforme explica Vitalino, da Blindex® . “Assim, se o usuário estiver dentro do boxe, é possível abrir a porta e sair.” A película de segurança pode, assim, ser uma aliada do temperado — mas também pode causar problemas maiores em caso de quebra quando não é aplicada de forma adequada. Por isso, os requisitos para sua instalação e seu tempo de cura devem ser rigorosamente observados. Perspectivas para o mercado Luiz Herculano Pinto, proprietário da vidraçaria IV Centenário, em São Paulo, não observa um grande interesse do mercado por películas para aplicação em temperados. “Ainda são relativamente poucos os clientes que pedem boxes com película”, comenta.
Mas é possível que esse cenário venha a mudar: Shahla Othman, sócia-proprietária da vidraçaria Golden Vidros, de São José (SC), afirma que a procura por boxes com película de segurança está aumentando cada dia mais. Ela atribui essa demanda à repercussão negativa de quebras retratadas na mídia. João Batista, da Temperleste, considera que a adoção das películas deve se popularizar a médio prazo. “Com a campanha publicitária da Blindex, a tendência é que esse interesse aumente. Mas, por peliculaora, essa aplicação ainda não é muito requisitada”, observa. “Devido ao pouco tempo da película no mercado, os clientes desconhecem a diferença trazida com sua aplicação no vidro. Cabe a nós explicar detalhadamente a importância desse item para o consumidor”, acrescenta Antonia Simões, proprietária da A Simões Vidros, de São Carlos (SP). Ancoragem malfeita? Perigo! Para que a película confira a proteção adicional desejada, sua ancoragem — isto é, a fixação do vidro com a película aplicada sob a estrutura de sustentação do boxe — é fundamental: Risco maior para o usuário — “Sem a ancoragem adequada, se o vidro quebrar, se tornará uma manta maior, que pode cair sobre o usuário”, avisa Rangel Furlaneto, proprietário da vidraçaria Vitrolar, de São Paulo; Onde instalar — Segundo a NBR 14207, a película de segurança deve ser instalada do lado externo do boxe e sob as peças responsáveis pela sustentação do vidro, como as roldanas (em portas de correr) e dobradiças (em portas de abrir — pivotantes) ou em perfis (vidros fixos); Quando colocar — Elges Greco, executivo de Desenvolvimento de Negócios da 3M, empresa que também desenvolve películas para serem aplicadas em vidros, alerta que a película deve ser aplicada sempre antes de a peça ser instalada no boxe, para garantir a fixação perfeita tanto do vidro como da película nas ferragens; Para aplicações em boxes já instalados — “É necessário desmontar o boxe, limpar o vidro para remoção de impurezas e sedimentos, aplicar o filme e aguardar seu tempo de cura”, explica Júlio César Solozabal Lanza, responsável pelo Desenvolvimento do Mercado de Arquitetura da Eastman na América do Sul — a ocasião também é uma boa oportunidade para realizar a manutenção do boxe, prevista no manual de conservação do produto. Aplicação: à mão ou à máquina As películas de segurança podem ser aplicadas de duas formas: Aplicação manual Feita pelo próprio instalador; É necessário aguardar de 24 horas a uma semana — dependendo da película — para que o vidro possa ser manuseado;
Segundo representantes da Eastman e 3M, a cura (secagem) completa do adesivo leva trinta dias; Elges Greco, da 3M, indica que essa técnica é indicada para vidros já instalados — embora eles precisem ser desinstalados para a aplicação, seu transporte até a fábrica não será necessário. Aplicação automatizada Nela, a película é aplicada por maquinário específico; As fabricantes consultadas informam que, nesse caso, a cura do filme é instantânea, permitindo o uso imediato do vidro;                                       Recomendável BOX BLINDEXpara processos industriais, devido aos ganhos em tempo e produtividade; No caso das portas de boxe da Blindex, a aplicação da película já é feita diretamente na fábrica. O consumidor também pode solicitar que isso seja feito nas peças fixas. Cuidados na aplicação manual da película Sérgio Reino Júnior, professor do curso de vidraceiro do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), orienta que as seguintes etapas devem ser observadas para a colocação da película sobre o vidro: Atenção com os arredores — A instalação deve ser feita num ambiente limpo, sem ventos que possam depositar poeira no vidro durante a fixação do produto; Limpe o vidro com uma solução de água com detergente neutro, espátula e rodo de borracha, para garantir a melhor aderência na superfície da peça; Corte a película, ainda com o liner (camada que protege a face adesiva do produto), no tamanho do vidro; Remova o liner da película e aplique água com detergente neutro na face aderente do produto; Coloque a película (ainda molhada) sobre a superfície do vidro. “Durante essa aplicação, é preciso cuidado para não deixar que bolhas de ar se formem entre a película e o vidro”, alerta Ana Oliveira, representante da vidraçaria Vidrão Arujá, de Arujá (SP); Deve-se retirar o excesso de água e detergente com equipamento específico; Aguardar o tempo de cura da película antes de instalar o vidro no boxe.
Escolhendo a película certa! Requisitos da NBR 14207 — “Após a ruptura, a porta deve realizar um movimento completo de abrir e fechar, sem se soltar da estrutura de sustentação, e manter-se ligada a ela por um período mínimo de duas horas”, explica Silvio Carvalho, gerente-técnico da Abravidro; Atenção à procedência — “A grande maioria das películas no mercado não tem dados técnicos do fabricante, nem comprovação de qualidade”, afirma Shahla Othman, sócia-proprietária da BOX22vidraçaria Golden Vidros, de São José (SC). Por isso, verifique sempre as informações do produto adquirido; Desempenho do produto — “A utilização de um material que não apresente os certificados que garantam seu desempenho coloca em risco o consumidor e sua família”, adverte Júlio César Solozabal Lanza, responsável pelo Desenvolvimento do Mercado de Arquitetura da Eastman na América do Sul; Não confunda as películas — Algumas das oferecidas no mercado são apenas decorativas, não possuindo qualquer característica de segurança.Leia mais sobre o assunto em http://abravidro.org.br/pelicula-de-seguranca-para-boxe/ – Todos direitos são reservados à Associação Brasileira de Distribuidores e Processadores de Vidros Planos – Abravidro. Este material não pode ser publicado sem os devidos créditos.
Fonte: Abravidro